Ford Ka levou nota zero nos testes de impacto do Latin NCAP; veja o vídeo

Teste de impacto lateral revelou a estrutura frágil do compacto, registrando níveis altos de lesões no peito do ocupante adulto, penetração profunda da coluna B no habitáculo e abertura da porta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/10/2017 11:35 Pedro Cerqueira /Estado de Minas

O Ford Ka – nas carrocerias hatch e sedã – se deu mal na nova bateria de testes realizadas pelo Latin NCAP, tendo obtido a vexatória nota zero para proteção a adultos e apenas três estrelas (das cinco possíveis) para proteção infantil. Você que tem o modelo e valoriza segurança deve estar achando estranho esta notícia, já que antes o modelo tinha a classificação de quatro estrelas para adultos. É que, a partir de 2016, os testes de impacto do Latin NCAP ficaram mais rigorosos e vem desmascarando diversos modelo que antes eram tido como seguros: o campeão de vendas Chevrolet Onix também zerou o teste; o Fiat Mobi tirou um; o Peugeot 208, duas estrelas.

Impacto lateral, a 50km/h - Latin NCAP/Divulgação Impacto lateral, a 50km/h

Voltando ao Ford Ka, que é o terceiro modelo mais vendido do Brasil, a nota baixa pode ser atribuída principalmente ao teste de impacto lateral, quando o foram registrados níveis altos de lesões no peito do ocupante adulto, penetração profunda da coluna B no habitáculo e abertura da porta. De acordo com o Latin NCAP, o Ka não proporciona dispositivos de absorção de energia de impacto lateral em sua estrutura e nem no painel interior nas portas. O modelo não foi aprovado conforme a norma básica de proteção contra impactos laterais das Nações Unidas (UN95), obrigatória na Europa desde 1995.

Impacto frontal, a 64km/h - Latin NCAP/Divulgação Impacto frontal, a 64km/h

Segundo Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP, o mercado da América Latina merece muito mais que esse resultado inferior ao padrão mundial da parte das companhias que sabem, bem ao certo, como produzir automóveis bem mais seguros. A respeito do ocorrido, a Ford divulgou o seguinte comunicado: “O Ka está disponível no Brasil desde 1997 e cumpre integralmente com a respectiva legislação brasileira. O Ka também oferece equipamentos de série que vão além das exigências locais de segurança, como distribuição eletrônica de freios (EBD), ISOFIX (para ancoragem de bebê conforto), encosto de cabeça e cinto de segurança de três pontos no banco traseiro central e lembrete de uso do cinto de segurança para o banco do motorista.”

 “Esse resultado deveria servir como uma lição para os governos de toda a região, já que alguns fabricantes ainda não conseguem proporcionar níveis mínimos de segurança voluntariamente. Portanto, o Latin NCAP faz questão de solicitar a todos os governos da América Latina a adotar, de forma urgente, a certificação padrão do teste de batida frontal e lateral da ONU e que, enquanto isso, os testes do Latin NCAP sejam obrigatórios para todos os carros”, afirmou Furas. Para Ricardo Morales Rubio, presidente da comissão diretiva do Latin NCAP, sem as regulamentações adequadas, os fabricantes podem vender aqui veículos inseguros que não poderiam vender na Europa, na Austrália, no Japão ou na América do Norte. “O Latin NCAP considera que esse comportamento demonstra uma falha grave quanto à responsabilidade social corporativa das empresas”, disse.

Tags: vrum ncap latin zero nota ka ford

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação