Publicidade

Estado de Minas

Citroën lança C4 Cactus com preços que variam entre R$ 68.990 e R$ 98.990

SUV compacto chega ao Brasil em três versões de acabamento, com opções de motor 1.6 aspirado e turbo, além câmbio manual ou automático


postado em 28/08/2018 09:57

(foto: Citroën/Divulgação)
(foto: Citroën/Divulgação)

De Mogi das Cruzes (SP)* - A Citroën não anda bem no Brasil, com menos de 1% de participação no mercado. Para tentar reverter essa situação, a marca está lançando o C4 Cactus, que aqui chega como SUV compacto, mas na Europa é vendido como hatch pequeno. Serão três versões de acabamento, com opções de motor 1.6 aspirado e turbo, e câmbios manual e automático. O modelo traz interessante pacote de itens de série, que inclui controles de tração e estabilidade a partir da versão intermediária.


O Citroën C4 Cactus foi apresentado como conceito pela primeira vez no Salão do Automóvel de Genebra, em 2007. Depois, chegou ao mercado europeu como carro de produção em 2014. A nova geração foi lançada por lá este ano, mas como hatch compacto. A ideia de fazer do C4 Cactus um SUV partiu da engenharia da marca no Brasil, aproveitando de características como boa altura em relação ao solo e bons ângulos de entrada e saída.

Com isso, o novo C4 Cactus passou a ser visto como um possível salvador da pátria, ou seja, o modelo que poderá ajudar a reverter a situação da Citroën no Brasil. Produzido em Porto Real (RJ), o modelo tem desenho moderno, com formas arredondadas e robustas. A frente alta tem grade estreita com duas barras paralelas e o Chevron ao centro, trazendo luzes diurnas de LED nas extremidades. Pouco abaixo, os faróis com lentes ovais maiores, lembrando o conjunto óptico da picape Fiat Toro.

(foto: Citroën/Divulgação)
(foto: Citroën/Divulgação)

DESIGN Nas laterais, as caixas de rodas têm molduras de plástico. Na base das portas, elementos almofadados completam o visual. As rodas podem ser em aço, de 16 polegadas, ou em liga leve, de 17 polegadas. O rack de teto de barras paralelas é de série. Na traseira chamam a atenção a coluna C bem larga e a pequena área envidraçada, que compromete a visibilidade. As lanternas são horizontais e estreitas, completando o visual robusto da traseira. São três opções de com to teto – azul, branco preto –, totalizando 14 opções de personalização.

O interior traz painel de instrumentos digital. O volante tem base achatada, e o acabamento traz painel em plástico com toque suave. O Cactus tem 4,17 metros de comprimento, 1,71m de largura e 1,53m de altura, com distância entre-eixos de 2,60m, mais próxima da medida de carros médios. Mas o volume do porta-malas é de apenas 320 litros, ou seja, compatível com carro compacto. O ângulo de entrada é de 22 graus e o de saída 32 graus. A altura em relação ao solo é boa, 22,5 centímetros.

(foto: Citroën/Divulgação)
(foto: Citroën/Divulgação)

SOB O CAPÔ O C4 Cactus tem conjunto mecânico composto por duas opções de motor 1.6 16V flex. O primeiro é aspirado, com potências de 115cv (gasolina) e 122cv (etanol) e torques de 15,5kgfm e 16,4kgfm.  A outra opção é o 1.6 THP, turbo, de 166cv (g) e 173cv (e), e torque único de 24,5kgfm. Ambos podem vir acoplados ao câmbio manual de cinco marchas ou ao automático de seis velocidades com opção de trocas sequenciais. , com o modo Eco, que favorece a economia de combustível, e o Sport, que proporciona trocas de marchas em rotações mais elevadas.

A velocidade máxima varia de 185km/h a 212km/h, dependendo da versão, e a aceleração até 100km/h vai de 7,3 a 12,1 segundos. O sistema de direção tem assistência elétrica variável. A suspensão é independente McPherson na dianteira e com travessa deformável na traseira. O sistema de freios traz ABS com repartidor eletrônico de frenagem e sistema de frenagem de emergência.

(foto: Citroën/Divulgação)
(foto: Citroën/Divulgação)

PREÇO E CONTEÚDO O modelo será vendido nas versões Live, Feel e Shine. A de entrada é a Live 1.6 manual (R$ 68.990), que traz faróis diurnos em LED, sistema multimídia Citroën Connect Rádio com tela de sete polegadas e conexão com smartphone (Apple CarPlay e Android Auto), comandos no volante, ar-condicionado, barras de teto, Airbump, rodas em aço de 16 polegadas, direção elétrica, volante com regulagem de altura e profundidade, banco do motorista com regulagem de altura, Isofix e Top Tether.

A versão seguinte é a Feel 1.6 manual (R$ 73.490), que acrescenta câmera de ré, faróis de neblina, alarme, rodas em liga leve de 17 polegadas, vidros elétricos com função one touch, regulador e limitador de velocidade. O C4 Cactus Feel 1.6 com câmbio automático (R$ 79.990) ainda tem controle de estabilidade, assistente de partida em rampa e detector de pressão dos pneus. O Feel Pack 1.6 automático (R$ 84.990) tem partida e acesso ao veículo sem chave, rodas de 17 polegadas diamantadas, 4 airbags, ar-condicionado automático, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, volante em couro e barras de teto tipo flutuante.

(foto: Citroën/Divulgação)
(foto: Citroën/Divulgação)

Já a versão Shine (R$ 94.990) traz sob o capô o motor 1.6 THP, sempre com câmbio automático, com bancos em couro, grip control e freios a disco nas 4 rodas. O C4 Cactus Shine Pack 1.6 THP automático (R$ 98.990) tem 6 airbags e retrovisor eletrocrômico, além de conteúdos autônomos como alerta de saída de faixa, alerta de atenção ao condutor, sistema de frenagem automática, alerta de colisão e indicador de descanso.

(*) Jornalista viajou a convite da Citroën do Brasil

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade