Publicidade

Estado de Minas

Grupo FCA inaugura novo Centro de Design na planta de Betim

Novo espaço de 2.700 metros quadrados reúne toda a equipe de 150 profissionais. Além da Fiat, área passa desenvolver produtos da Jeep e RAM para a América Latina


postado em 14/08/2019 18:42 / atualizado em 14/08/2019 19:02

Peter Fassbender é o diretor do Design Center Latam(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Peter Fassbender é o diretor do Design Center Latam (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

Capitaneado por Peter Fassbender, a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) inaugurou seu novo Design Center Latam, sediado no Polo Automotivo de Betim. O prédio de dois pavimentos tem 2.700 metros quadrados, sendo considerado o maior estúdio de design automotivo da região, fruto de um investimento de R$ 11,4 milhões. Além de centralizar toda a equipe de 150 profissionais, o novo espaço é um marco para esse time, que, além dos modelos da Fiat, também passa a participar do desenvolvimento de produtos de outras marcas do grupo.


“Nascemos como Centro Estilo Fiat do Brasil em 2002. São 17 anos de uma área que, agora, se torna multibrand e encara o desafio de também experimentar novas ideias, formas e materiais para as marcas Jeep e RAM para a América Latina. O novo Design Center é a prova da evolução e do reconhecimento de nossa história. Estamos preparados para os novos desafios”, afirma o diretor do Design Center Latam, Peter Fassbender. Ao longo dessa trajetória, foram desenvolvidos mais de 15 novos modelos e oito veículos-conceito.

Veículos-conceito: Fiat Mio, Uno conversível e o buguinho FCC II(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Veículos-conceito: Fiat Mio, Uno conversível e o buguinho FCC II (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

Parte deste acervo está exposto em um salão no primeiro andar, onde pudemos matar a saudade de conceitos superlegais que chegamos a acelerar nas pistas, como o Uno conversível, equipado com o motor 1.4 T-Jet (projeto que custou R$ 1 milhão), e o buguinho ecológico FCC II, que trazia carroceria feita com fibras naturais e motor elétrico. O subcompacto elétrico Fiat Mio, conceito desenvolvido a partir dos inputs de clientes e fãs da marca, também empresta suas linhas futuristas para o ambiente.

Simulador do Laboratório de UX(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Simulador do Laboratório de UX (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

Outro espaço interessante é o laboratório de User Experience (UX), dotado de simuladores desenvolvidos para testar a usabilidade de interfaces e conectividade. Um dos simuladores cria um ambiente virtual bastante imersivo onde é possível avaliar a interação do usuário com o quadro de instrumentos e o sistema de infotainment enquanto dirige. Tudo isso acompanhado pela equipe de UX, que fica atrás da sala de espelho, de onde podem avaliar a reação das pessoas sem serem percebidos. “Com essas ferramentas, garantimos que o olhar de experiência do usuário esteja dentro do processo de desenvolvimento. O desafio é entender o cliente em profundidade nas interações com o carro, dentro de uma perspectiva de usabilidade e segurança”, explica Leandro Alvarenga, líder da área de UX.

Novo projetor a laser oferece excelente resolução para reproduzir detalhes e texturas(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Novo projetor a laser oferece excelente resolução para reproduzir detalhes e texturas (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Construção de modelos em massa clay integra as equipes de Design e Engenharia(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Construção de modelos em massa clay integra as equipes de Design e Engenharia (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

A tecnologia e a técnica, o virtual e o palpável, convivem em total harmonia em salas contíguas. Enquanto um projetor a laser de excelente resolução (resultado de um investimento de mais de R$ 1 milhão) é capaz de exibir para avaliação um veículo em tamanho real, com todos seus detalhes e texturas, outra sala do térreo é destinada à construção de modelos em massa clay, com integração das equipes de Design e Engenharia, que participam ativamente do desenvolvimento de um determinado modelo.

Projetos são desenvolvidos no segundo andar(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Projetos são desenvolvidos no segundo andar (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Arquitetura em conceito aberto estimula a interação da equipe(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Arquitetura em conceito aberto estimula a interação da equipe (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

O segundo piso é onde a maioria dos profissionais de fato criam. “No segundo andar, projetamos e desenhamos os carros. Lá embaixo, prototipamos, testamos e validamos os resultados”, explica Daniel Gerzson, líder de Design Exterior. Para promover a criatividade e unir as diversas equipes, a arquitetura do espaço tem conceito aberta, com vários espaços propícios à convivência, da informalidade de uma copa a uma sala de reuniões convencional. Por meio de um mezanino de vidro, é possível ver o que acontece em alguns ambientes do primeiro andar, permitindo que os designers mantenham contato permanente com os modelos em desenvolvimento. De acordo com Peter Fassbender, o futuro guarda a construção de um segundo prédio, ao lado do atual, para abrigar os equipamentos de usinagem, impressora 3D, além de outros espaços.

Mezanino de vidro permite que os designers mantenham contato visual com os modelos em desenvolvimento(foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)
Mezanino de vidro permite que os designers mantenham contato visual com os modelos em desenvolvimento (foto: Léo Lara/Fiat/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade